Informe TOMASA: ANEEL deverá manter cobrança da Demanda Contratada.

Informe TOMASA:

                                   ANEEL deverá manter cobrança da Demanda Contratada.

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica – (“ANEEL”), por meio da 14ª Reunião Pública Ordinária, realizada na data de hoje, tratou do pedido de alteração da cobrança da demanda contratada durante a Pandemia do Coronavírus (COVID-19) para os consumidores do Grupo A, porém a tema não foi deliberado, em decorrência do pedido de vista do Diretor-Geral André Pepitone da Nóbrega.

Segundo a prévia entre os diretores da ANEEL (pendente de deliberação), o pedido de redução da cobrança da demanda contratada não poderá ser acatado, em decorrência de eventuais prejuízos ao setor elétrico, além do fato da existência de medidas econômicas já adotadas pelo Governo Federal.

Embora a ANEEL afirme que a solução da cobrança da demanda contratada com base na demanda efetivamente utilizada não possa ser aplicada com base em premissas de decretos, a aplicação da referida solução, encontra-se respaldo no Código Civil, com a aplicação da Teoria da Imprevisão e/ou reconhecimento de Caso Fortuito e Força Maior frente ao Contrato de Uso do Sistema de Distribuição – (“CUSD”), hierarquicamente “superior” aos citados decretos.

Infelizmente, a Agência Reguladora não aborda que os impactos auferidos pelos consumidores são frutos de situação de extrema gravidade comparado até com tempos de guerra pelo Poder Judiciário, o que exige e impõe medidas excepcionais, aliás os demais argumentos apresentados pela ANEEL poderão ser facilmente rebatidos pelas associações e consumidores.

Destaca-se que os consumidores do Grupo A são “unidades consumidoras com fornecimento em tensão igual ou superior a 2,3 kV”.

Por fim, diferente do está sendo apresentado pela ANEEL, já existe precedente do Poder Judiciário que determina a cobrança da demanda contratada com base na demanda efetivamente utilizada.

A Área de Energia do TOMASA permanece à disposição para auxiliar as empresas e associações de classe que queiram mais informações sobre os assuntos aqui abordados.

Mais artigos

Comunicado: Novo Sócio

É com satisfação que o escritório Tomanik Martiniano anuncia a chegada de Reinaldo Luiz Rossi. O novo sócio será responsável pela área de projetos estruturados no setor de energia, bem como conflitos estratégicos. Com mais de 10 anos de experiência, Reinaldo atua ativamente em operações de energia, inclusive anteriormente com projetos em parcerias com o

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR – PLP 16/2021 – ICMS

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR – PLP 16/2021 Link: tramitação Define os combustíveis e lubrificantes sobre os quais incidirá uma única vez o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação, ainda que as operações se iniciem no exterior. o CONGRESSO NACIONAL decreta: Art.

Leia mais

PROJETO DO EXECUTIVO PREVÊ ALÍQUOTA NACIONAL PARA ICMS EM COMBUSTÍVEL

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 16/21, do Poder Executivo, unifica em todo o País as alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidentes sobre combustíveis. A lista inclui gasolina, diesel, biodiesel, etanol e gás natural e de cozinha, além de vários outros derivados de petróleo. A proposta em tramitação na Câmara

Leia mais