ENCERRADA A 11ª RODADA

 

Bacia do Recôncavo

Bacia classificada como madura, localizada na Região Nordeste, no Estado da Bahia, ao norte da cidade de Salvador. As atividades de prospecção se iniciaram em 1937. A primeira descoberta significativa de óleo no Brasil ocorreu na Bacia do Recôncavo, em 1939, no distrito de Lobato. Com potencial para descoberta de óleo leve, a bacia foi responsável por 24 notificações de descobertas desde janeiro de 2012. As empresas que operam na bacia são Alvopetro, BrazAlta, Cowan, Egesa, Gran Tierra, Imetame, Petrobras, Petrosynergy, Queiroz Galvão, Recôncavo E&P, Santana E&P, Silver Marlin, Sonangol Starfish e W. Petróleo. A produção em dezembro de 2012 foi de 44.971 bbl/dia de petróleo e 2.798 Mm³/dia de gás natural.

Resultados:

Bacia do Tucano Sul

Bacia de nova fronteira situada na Região Nordeste do Brasil, no Estado da Bahia. A bacia não tem blocos concedidos em fase exploratória. Há cinco campos produtores operados pelas concessionárias Orteng e Petrobras. A produção em dezembro de 2012 foi de 12 bbl/dia de petróleo e 26 Mm³/de gás natural.

Resultados:

Bacia de Sergipe-Alagoas

Bacia madura situada na Região Nordeste do Brasil com potencial para óleo e gás natural. O setor a ser ofertado encontra-se no Estado de Alagoas. Operam na bacia (porção Alagoas), as concessionárias Petrobras, Petrogal, Petrosynergy e Integral. A produção em dezembro de 2012 foi de 36.390 bbl/dia de petróleo e 1.790 Mm³/dia de gás natural.

Resultados:

 

Bacia de Pernambuco-Paraíba (mar)

Bacia de nova fronteira situada na porção norte da margem continental brasileira, ao longo da costa dos estados de Pernambuco e da Paraíba. Há três blocos na fase de exploração, operados pela Petrobras. A bacia ainda não entrou na etapa de produção.

Resultados:

Bacia do Ceará

Bacia de nova fronteira situada na porção leste da margem equatorial brasileira, ao longo da costa do Estado do Ceará. As atividades realizadas na bacia indicam potencial para descoberta de óleo leve. A bacia é uma das dez responsáveis pela produção de petróleo e gás do Brasil. Tem quatro campos produtores de petróleo operados pela Petrobras: Xaréu, Curimã, Espada e Atum. A empresa também opera outros dois blocos exploratórios nesta bacia, que teve duas notificações de descoberta desde janeiro de 2012. A produção da Bacia do Ceará em dezembro de 2012 foi de 7.405 bbl/dia de petróleo e 92 Mm³/dia de gás natural.

Resultados:

 

Bacia do Pará-Maranhão

Bacia de nova fronteira situada na porção central da margem equatorial brasileira, no litoral dos estados do Pará e do Maranhão. As atividades realizadas na bacia indicam presença de óleo leve na região, onde atuam as operadoras OGX e Petrobras. A bacia ainda não entrou na etapa de produção.

Resultados:

 

Bacia Marítima do Espírito Santo

A bacia está situada na porção norte da margem continental brasileira, ao longo da costa do Estado do Espírito Santo. As empresas operadoras na bacia são Petrobras, Perenco e Repsol. A produção registrada em dezembro de 2012 foi de 23.081 bbl/dia de petróleo e 7.000 Mm³ de gás natural.

Resultados:

 

Bacia Terrestre do Espírito Santo

A porção terrestre da Bacia do Espírito Santo é classificada como madura e seu histórico exploratório remonta à década de 1950. Estende-se do sul da Bahia até o centro-sul do Espírito Santo. Tem potencial para descoberta de óleo. As empresas operadoras na bacia são Central Resources, Cheim, Cowan, Petrobras, Petrosynergy e Vipetro. A produção registrada em dezembro de 2012 foi de 15.046 bbl/dia de petróleo e 322 Mm³/dia de gás natural.

Resultados:

Bacia Terrestre Potiguar

Bacia madura situada na Região Nordeste do Brasil, no Estado do Rio Grande do Norte. É uma das dez bacias brasileiras produtoras de petróleo e gás natural, com 75 campos em terra e potencial para descoberta de óleo. Operam na bacia as concessionárias All Petro, Airclima Engenharia, Central Resources, Genesis 2000, Partex, Petrobras, Petrogal, Petrosynergy, Proen, Sonangol Starfish e UTC Engenharia. A produção em dezembro de 2012 foi de 53.363 bbl/dia de petróleo e 752 Mm³/dia de gás natural.

Resultados:

 

Bacia Marítima Potiguar

Bacia de nova fronteira situada na porção leste da margem equatorial brasileira, ao longo da costa do Estado do Rio Grande do Norte. As atividades realizadas na bacia indicam potencial para descoberta de óleo leve. A bacia tem dez campos produtores na porção marítima, operados pela Petrobras, cuja produção em dezembro de 2012 foi de 8.139 bbl/dia de petróleo e 872 Mm³/dia de gás natural.

Resultados:

 

Bacia de Barreirinhas (mar)

Bacia de nova fronteira situada na porção central da margem equatorial brasileira, ao longo da costa do Maranhão e parte do litoral do Piauí. As atividades realizadas na bacia indicam potencial para descoberta de óleo leve. A Petrobras é a única operadora na bacia, onde foram notificadas duas descobertas desde janeiro de 2012. Barreirinhas ainda não entrou na etapa de produção.

Resultados:

Bacia da Foz do Amazonas (mar)

Bacia de nova fronteira situada na porção oeste da margem equatorial brasileira. Estende-se ao longo da costa do Estado do Amapá e da Ilha de Marajó (Pará). Tem potencial para descoberta de gás e óleo leve. Há dois blocos operados pela Petrobras na fase de exploração. A bacia ainda não entrou na etapa de produção.

Resultados:

 

Bacia do Parnaíba (terra)

Bacia de nova fronteira situada na Região Nordeste do Brasil, com área aproximada de 680 mil km² distribuídos pelos estados do Maranhão, Piauí, Tocantins e pequena parte pelos estados do Pará, Ceará e Bahia. Tem potencial para gás natural. Gavião Real, operado pela concessionária OGX, é o único campo produtor da bacia e produziu 2 Mm³/dia de gás natural em dezembro de 2012. Desde janeiro de 2012, a ANP recebeu oito notificações de descoberta na bacia. Além da OGX, são operadoras na bacia as empresas BP e Petrobras.

Resultados:

 

fonte: ANP

Atualizado em 14/05/2013 17:32:26

Deixe uma resposta